Páginas

23.2.12

SIMPLESMENTE, CIUDAD DE MÉXICO


FOTO MB: DETALHE DO MURAL DE DIEGO RIVERA NO PALÁCIO NACIONAL

A maioria dos brasileiros visita Cancun. Lá não fui, ainda que gostasse da idéia de conhecer aquelas bandas. Acapulco também foi cogitado, mas quando pisei no Zócalo pela primeira vez tive a certeza que a Ciudad de México (ou Mexico City ou México DF) seria inesgotável. De lá, quase não arredei o pé - exceto para conhecer Cholula, Puebla e Teotihuacán.

FOTO MB: TAXI DE RUA EM COYOACÁN

Ao contrário de todas as recomendações, tomei táxi na rua, andei de Metro e Metrobus na hora do rush, caminhei pela peatonal Madero (em pleno Zócalo) depois que a noite caía. Não me senti insegura ou ameaçada em qualquer momento ou mais que em qualquer outro lugar, já que o policiamento nas ruas centrais era farto e evidente, além de haver "carros" exclusivos para mulheres, idosos e "descapacitados" tanto no Metro quanto no Metrobus. Quer saber, mancada mesmo quem deu foi o motorista do receptivo da CVC, que de tão agitado largou a gente (sim, largou) no hotel errado, me obrigando a puxar mala por meio quarteirão.  Para o hotel - NH Centro Histórico - a nota é 9; Lidia (a camareira) e os mozos do restaurante do Hotel, merecem nota 10!