Páginas

28.4.13

CAMBIO, TRANSPORTE E HOSPEDAGEM: AS PRIMEIRAS HORAS EM LIMA


Se você acordar cedinho, às duas da tarde desembarcará no aeroporto Jorge Chávez, em Callao. Cerca de 40 minutos separa essa cidade portuária do centro da capital e o trajeto, se percorrido pela via costeira, te apresentará a vocação esportista da cidade: surf, quadras de esportes ao ar livre e muita gente andando de bicicleta. É também o primeiro contato com o extenso malecón limeño. Sabe aquela imagem de um grande barranco e o Pacífico lá embaixo? Pois é, isso é um malecón. A cidade utiliza essa faixa de terra alta para o lazer. São parques e parques por toda orla, acima do nível do mar.

FOTO MB: AVENIDA LA PAZ

Faltou dizer que ninguém deu bola para o meu certificado internacional de vacinação contra a febre amarela, que o cambio é honesto ainda no saguão de desembarque do aeroporto e contratar um taxi é muito fácil. Aliás, taxi em Lima é um capítulo à parte. Chega ser irritante: parou na calçada, o táxi chega até você. Eles estão sempre à cata. Aí é combinar o preço (nos carros não há taxímetro) e olhar a cidade pela janelinha. Para isso é importante ter em mãos dinheiro trocado e noção do custo do trajeto, o que encontrei no www.cupofthings.com, da Manu Tessinari, entre outras ótimas dicas.

FOTO MB: O DESIGN TÃO PRESENTE NA CIDADE INVADE OS LUGARES MAIS INUSITADOS. OS ÔNIBUS DO METROPOLITANO SÃO SÓBRIOS, MAS A INFORMALIDADE ESTÁ PRESENTE NAS VANS, NOS MICRO-ÔNIBUS E ATÉ NAQUELES QUE APARENTEMENTE SÃO DE EMPRESAS DE TRANSPORTE REGULARES.

No segundo dia já me sentia à vontade em utilizar o transporte público: o Metropolitano. Mais limpo e cuidado que muitos taxis, acabou sendo o meio de transporte mais rápido entre Miraflores, Barranco e o centro. Compra-se um cartão magnético no valor de 4,5 soles e coloca-se a quantidade de passagens que quiser em máquinas automáticas nas entradas das estações. Vai gastando, vai carregando. Simples assim, sem engarrafamento, sem freadas bruscas e sem caminhos alternativos. Se em Londres, Paris, Cidade do México ou NYC essa é uma boa opção, por que não em Lima?

FOTO MB: ACESSO AO SHOPPING LARCOMAR. MALECÓN DE LA RESERVA 

Para hospedagem, escolhi Miraflores e gostei. Na Avenida Larco, estava a duas quadras do mar, do Shopping Larcomar, pertinho de bons restaurantes (Tanta, Amaz, La Mar) e do melhor churros que comi na vida (Café Manolo), além de casinos (para quem gosta), livrarias, lojas de artesanato, farmácias etc e tal. Casinos em Lima também é outro capítulo à parte: você tropeça neles! Só na Larco, entre o Larcomar e a Plaza Kenedy, contei quatro: Mardi Gras, Hacienda, Atlantic e Miraflores. As fachadas espetaculosas são, de fato, espetaculares!

FOTO MB: NA RUA, FACILMENTE VOCÊ FAZ CAMBIO COM UM DOS MOÇOS DE COLETE. LUSTRAR OS SAPATOS TAMBÉM É MUITO FÁCIL.