Páginas

Mostrando postagens com marcador Antonina. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Antonina. Mostrar todas as postagens

2.1.13

SHADES OF GREY: ILUSÃO OU REALIDADE?

Há muito admito minha predileção por lugares que seguem majestosos apesar do tempo. Um encantamento que, muitas vezes, me faz sentir como se estivesse voltando do futuro para registrar tais momentos.
NÃO SAIO ÀS RUAS COM O OBJETIVO DE FOTOGRAFAR COISAS DO TIPO. SIMPLESMENTE É O CONTEXTO QUE ME REMETE. FOI ASSIM, POR EXEMPLO, NO CHILE;
EM COLONIA DEL SACRAMENTO, QUANDO ENTREI NO RESTAURANTE MÉSON DE LA PLAZA OU ME DEPAREI COM ESSE MODELO DE CARRO QUE JÁ ERA ANTIGO QUANDO NASCI.
EM SÃO PAULO, QUEM PODERÁ DIZER, SEM OBSERVAR COM BASTANTE ATENÇÃO, QUE A ESTAÇÃO DA LUZ  FOI FOTOGRAFADA EM 2012?
O QUE DIZER DE PARIS? OK, PARIS É COVARDIA. MAS BASTA ESQUECER QUE A TORRE EIFFEL NEM SEMPRE TEVE ILUMINAÇÃO QUE ESTAREMOS EM 1889, NA SUA INAUGURAÇÃO.
 E ASSIM VAMOS NÓS VIAJANDO NO TEMPO. SEJA EM SÃO FRANCISCO DO SUL (SC)
OU EM ANTONINA (PR). O MAIS LEGAL DISSO TUDO É EXERCITAR O OLHAR E IR  ALÉM DAQUILO QUE SE APRESENTA. NA MINHA OPINIÃO, ESSE É O ITEM ESSENCIAL, AQUELE QUE NÃO PODE FALTAR NA MALA DE QUALQUER VIAJANTE.
FOTOS MB

14.8.09

ANTONINA ALÉM DO FESTIVAL DE INVERNO - SIMBORA PARA O LITORAL DO PARANÁ

Caros visitantes: o Projeto doméstico "Simbora para o litoral do Paraná" concluiu a segunda etapa no final de semana passado, em Antonina. Então, voltei aqui para complementar esse post, com texto e fotos recentes.
Foto MB: É de 15 km a distância entre Morretes e Antonina. Pode-se dizer que o ponto inicial dessa caminhada é a ponte verde, ao lado da Igreja Matriz.

Antonina é um pequeno município paranaense com saída para o Atlântico, distante cerca de 80 Km de Curitiba. Seu tempo áureo (dos engenhos e exportação da de erva-mate, das fábricas da Matarazzo, do porto Barão de Teffé e dos grandes espetáculos teatrais) há muito se foi.


Foto MB: fachada do Teatro

Ficaram as ruínas, o casario histórico e a natureza para serem admirados. Tudo na maior calma, que só é alterada por ocasião do Carnaval, do Festival de Inverno da UFPR e dos festejos da padroeira Nossa Senhora do Pilar.


Foto MB: Estandarte artesanal da Casa do Artesanato

Logo na entrada da cidade está a fábrica da bala de banana, que é um verdadeiro ícone local! Adiante, a Estação Ferroviária: parada final do ramal da linha Curitiba-Paranaguá (1880) que parte de Morretes (1892). Poucos metros depois, é hora de iniciar a caminhada.

Foto MB: Casario e Igreja de São Benedito

Foto MB: Casario visto da Matriz

Caminhe por ruas coloridas e vislumbre a cidade do alto, na Igreja de N. S. do Pilar. Perca-se por lá até a hora do almoço, que pode ser no Joca (próximo do mar) ou no Bouganvil na praça da Matriz). Tem também o Mercado Municipal com mesas ao ar livre. Êta vida besta e contemplativa!



Foto MB


Na caminhada você notará que algumas casas receberam a visita dos Amigos da Música de Antonina. Eles se apresentaram pela primeira vez em 2003, no Festival de Inverno e seguem fazendo serestas. As casas registram na fachada a passagem do grupo com uma placa que traz o nome da música oferecida e o de seu autor. Dá para imaginar ternura maior! Além disso, eles se reunem às sextas no Mercado para cantar e recebem os menos tímidos de braços abertos: o microfone pode ser seu!

Foto MB: vista do apartamento 210 do Hotel Atlante, na Praça Coronel Macedo. Muito boa opção de hospedagem. Gostei!

Foto MB: as ruínas da erva mate

No final da tarde é possível fazer um rápido passei de barco desde o Trapiche novinho em folha até a Ponta da Pita. Dá para ver a cidade anoitecendo e os pássaros buscando abrigo. Simples assim.


Foto MB
Ao desembargar, rume para a Travessa Marinho de Souza, próximo da Fonte da Carioca. Lá você encontra mesas ao ar livre para um bom papo. A Cantina Casa Verde é uma ótima opção.  


Foto MB: Ponta da Pita

Pois bem, Antonina é assim "tem mar, canoa, tem serra, rio e cachoeira, seresta, carnaval... retreta na praça, barreado, siri e frutos do mar..." e com Morretes faz a dobradinha perfeita para um passeio de um único dia.