Páginas

Mostrando postagens com marcador Barreado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Barreado. Mostrar todas as postagens

11.6.09

MORRETES E O BARREADO

Os arredores de Curitiba também é puro charme. Cidades como Antonina, Morretes, São Luís do Purunã, Lapa e Castro rendem bons passeios do tipo bate e volta. Vou começar por Morretes.

Fotos: acervo MB - Morretes (PR)
Distante pouco mais de 70Km da capital, a cidade provoca uma volta ao passado, com suas ruas calmas e coloridas. Não vou falar do Rio Nhundiaquara e o seu o bóia-cross, do Pico do Marumbi, tampouco do passeio de trem pela Mata Atlântica, pois esse não é o meu jeito de ver a cidade. Morretes, para mim é cidade histórica, com vestígios de passado, para ser vista sem muita pretenção.


Foi assim que, como uma ilha em um oceano de geadas, o sábado de sol foi o incentivo para seguir até Morretes (PR) e saborear o barreado. Confesso que a combinação de carne desfiada, farinha de mandioca e banana sempre me assustou um pouco, afinal, não é todo estômago que aceita bem o prato típico do litoral paranaense. Mas isso mudou pelas mãos do Lúcio, garçon do Empório do Largo, que mostrou sua técnica em servir o prato:

Coloque a farinha no fundo do prato, cubra com carne/caldo, misture freneticamente até que... ...


... se não cair do prato, está na hora de comer!
De origem atribuída aos portugueses que aqui chegaram no século XVIII, o barreado tem o seu curso relacionado ao do fandango, com seus tamancos e rabecas. Era o prato preparado para acompanhar os dias de festas. Para um bom e tradicional barreado, a carne de boi deve ser cozida lentamente por 20 horas em panela de barro lacrada por uma massa de farinha e água (cá pra nós, modernamente, já é feito na panela de pressão). Concluído esse processo, é servir a carne (que depois de tantas horas está naturalmente desfiada dentro da panela) com o seu molho espesso, farinha de mandioca branca e algumas rodelinhas de banana. DICA: Se não for possível experimentar o prato completo, pelo menos aproveite o bolinho de barreado. É o melhor bolinho de carne que comi na vida!