Páginas

Mostrando postagens com marcador Salvador. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Salvador. Mostrar todas as postagens

14.1.13

CHAPADA DIAMANTINA: PEGANDO CARONA NA VIAGEM DO FILHO


FOTO: TOMÁS LIMA - BELEZA BRASILEIRA

Quando se tem espírito aventureiro mas os joelhos já não permitem tanto sobe e desce, o jeito é pegar carona na viagem dos outros. Chapada Diamantina e Machu Picchu são dois exemplos daquilo que já decidi que não vou conhecer. Ponto. Então, arregacei as mangas para viabilizar, em tempo recorde, a viagem dos outros. Todo mundo sabe que antecedência é a palavra mágica para férias de final de ano, menos o filho da gente!

FOTO: TOMÁS LIMA - SEJA NO POÇO AZUL OU PELO CAMINHO...


Foi assim que 10 dias antes da data começou a correria. Sim, porque não dá pra chamar isso de planejamento. Passagem para o dia 22 de dezembro, pela manhã, Curitiba-Salvador? Não tinha. O voo da Azul (quintas e sábados) para Lençois, mesmo que não estivesse esgotado custaria os olhos da cara! Para o início da noite do dia 21, não saía por menos de R$ 3.000,00 voando TAM, via Salvador. A solução foi lançar mão das milhas e fazer pinga-pinga. Mas, na casa dos vinte anos de idade isso não é problema, certo?

FOTO: TOMÁS LIMA - NAS CORES DAS CAVERNAS


Assim foi feito. O voo Curitiba-Ilhéus (única maneira possível de estar na Bahia na manhã do dia 22) saiu de Curitiba na noite de 21 e fez escala de 15 horas no Rio de Janeiro, além de "comer" 10 mil milhas. De lhéus até Salvador, a opção foi voar Azul (R$ 284,00) e a volta, "comeu" outras 10 mil milhas para o trecho Salvador-Curitiba. Muita milha, né não? A distância de 400km entre Salvador e Lençois foi feita de Real Expresso e custou R$ 59,00.


FOTO: TOMÁS LIMA - NO TOBOGÃ


Aqui cessou a minha participação. A paga são as fotos cedidas para esse post e as (poucas) histórias que ele me contou de tantas que viveu nesses 22 dias zanzando pela Bahia.