Páginas

Mostrando postagens com marcador Valparaíso. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Valparaíso. Mostrar todas as postagens

30.4.08

UM JEITO PRÓPRIO DE VER O CHILE 2

FOTO MB: Terminal em Santiago

2ª PARADA: VALPARAÍSO E VIÑA DEL MAR

Depois que descobrimos que todos os meios de transporte de Santiago (ônibus - trem - taxi - metrô - van) se encontram em um complexo conhecido como Terminal de Buses, que além disso tudo se confunde com um shopping, decidimos visitar Neruda. Quer dizer, partimos para Valparaíso para conhecer o maior porto daquele país e ver o Pacífico.

FOTO MB: visão do ascensor Artillería

100 Km depois de Ruta exemplarmente pavimentada e pedagiada, passando por vinícolas e campos de trigo, chegamos em Valparaíso. Sair da rodoviária era urgente... e fácil. De trólebus (ônibus elétrico, lembra disso?) ou em qualquer micro ônibus é possível chegar aos ascesores (total de 15, tombados como monumentos nacionais) que te levam aos 42 morros e cerros da cidade, espremida entre o mar e a montanha. Salvador, Bahia, tem o Elevador Lacerda e Valparaíso tem ascensor ... Ascensor Artillería, Barón, Concepción, Cordillera, Espíritu Santo, Florida, Larraín, Lecheros, Mariposa, Monjas, el Peral, Polanco, Reina Victoria, San Agustín, Villaseca.

FOTO MB: cotidiano da cidade alta


FOTO MB: O Cerro Barón abriga as instalações universitárias, os serviços públicos e a antiga igreja de San Francisco. Os cerros Concepción e Alegre têm restaurantes, casas remodeladas e hotéis. No Playa Ancha, estão a Escola Naval, o Estádio de Playa Ancha e o cemitério. O setor de El Almendral é onde está a maior parte dos serviços públicos, o Congresso Nacional e várias empresas de Valparaíso. O setor Portuário (Artillería) é onde estão os bares e hotéis que alojavam originariamente os marinheiros e abriga as instalações do porto e do Serviço Nacional de Aduanas.
FOTO MB: Lá da cidade alta, depois de admirar o emaranhado de construções em alvenaria, madeira e zinco, confortáveis ou modestas que interagem em harmonia, rumamos de ônibus para Viña del Mar. Minutos depois estávamos diante de uma cidade litorânea, repleta de veranistas e turistas, mas sem uma peculiaridade aparente. Talvez exista uma, o Estero Marga-Marga - o canal poluído que corta a cidade ao meio. Foi nessa região que conheci a versão chilena do bife a cavalo, chamada de a lo pobre. Tudo no cardápio tinha ovo frito, até mesmo o peixe!


Enfim, com a palavra as imagens.

FOTO MB: Viña del Mar

Aquilo que não vou esquecer: não há pontos específicos para tomar ou descer dos ônibus. Você puxa a cordinha para acionar o campainha e o motorista-cobrador estanca onde ele bem entender; a imagem povoada dos cerros, numa cidade de 4 ou 5 vias planas, margeando o porto e o mar.