Páginas

Mostrando postagens com marcador igrejas históricas. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador igrejas históricas. Mostrar todas as postagens

26.1.16

NO CENTRO HISTÓRICO DE SEVILHA TEM...

FOTO MB: METRO CENTRO - TRANVÍA - VEÍCULO SOBRE TRILHOS QUE PERCORRE 2 KM DA AVENIDA DE LA CONSTITUCÍON, ENTRE PLAZA NUEVA E SAN BERNARDO, COM ESTAÇÕES NO ARQUIVO DAS ÍNDIAS, HOTEL AFONSO XII E PRADO DE SAN SEBASTIÁN. OU SEJA, O CAMINHO É TÃO INTERESSANTE QUE MAIS VALE CAMINHAR E OBSERVAR AS EDIFICAÇÕES.

FOTO MB: SEVICI - AS BICICLETAS DE ALUGUEL, COMUNS EM GRANDES CIDADES

FOTO MB: LARANJEIRAS - SIM, POR TODA A CIDADE É POSSÍVEL ENCONTRAR LARANJEIRAS CARREGADAS DE FRUTOS. É BEM COMO DESCRITO NO DICIONÁRIO DA REAL ACADEMIA ESPANHOLA: ÁRVORE DE QUATRO A SEIS METROS DE ALTURA; SEMPRE VERDE; FLORIDO E COM FRUTO; TRONCO LISO ; FOLHAS OVALADAS, DURAS, LUSTROSAS E DE UMA BONITA COLORAÇÃO VERDE. ORIGINÁRIA DA ÁSIA, É MUITO CULTIVADA NA ESPANHA. DA SUA FLOR - O AZAHAR - É FEITA A ÁGUA DE MESMO NOME, MUITO UTILIZADA NA FEITURA DE DOCES.

FOTO MB: AS IGREJAS DA CIDADE - A IGREJA DO DIVINO SALVADOR, NA PRAÇA DE MESMO NOME, É UMA CONSTRUÇÃO DO SÉC. IX, ERGUIDA SOBRE OS RESTOS DE UMA MESQUITA, É A SEGUNDA MAIOR DA CIDADE. 

NÃO DEIXE DE VER A IGREJA DE SÃO ILDEFONSO E A CATEDRAL (CONSTRUÍDA NO SÉC XV SOBRE A MESQUITA DE ALJAMA), A MAIOR IGREJA GÓTICA DO MUNDO E DECLARADA PATRIMÔNIO DA HUMANIDADE.




FOTO MB: A ARTE MUDÉJAR - A EXUBERÂNCIA DA CÚPULA OTOGONAL DA IGREJA DE SANTA MARIA MADALENA (SÉC. XVIII) SE REPETE EM OUTRAS EDIFICAÇÕES.

FOTO MB: LA GIRALDA - UM MINARETE DE 76m DE ALTURA, CONSTRUÍDO PELOS ÁRABES NO SÉCULO IX E ACRESCIDO DE UM CAMPANÁRIO EM 1568. A SUBIDA É CANSATIVA, MAS É COMPENSADA PELA BOA VISÃO DA CIDADE. É PARTE DA CATEDRAL, QUE MANTÉM O TÚMULO DE CRISTÓVÃO COLOMBO. SUA LOCALIZAÇÃO É PRIVILEGIADA, UMA PRAÇA AO FINAL DA AVENIDA CONSTITUCIÓN COM O PALACIO ARZOBISPAL E A ENTRADA DO REAL ALCÁZAR (PORTA DOS LEÕES), OU SEJA, UMA VIAGEM NO TEMPO.

FOTO MB: LA GIRALDA FINAL DA TARDE


FOTO MB: LA GIRALDA POR OUTRO ANGULO

FOTO MB: MODERNIDADE E TRADIÇÃO - AVENIDA CONSTITUCIÓN


Caminhe por Sevilha!


2.5.13

IGREJAS DO CENTRO HISTÓRICO DE LIMA: SÃO MUITAS, MAS ESSAS VOCÊS DEVEM CONHECER!



FOTO MB: SÃO PEDRO (COMPANHIA DE JESUS)
Quando chego pela primeira vez em uma cidade procuro visitar igrejas de diferentes Ordens Religiosas, pois gosto de reconhecer suas características e compará-las com as de outros locais. Foi assim que cheguei até a Igreja de São Pedro. Fora do circuito igreja-museu, nela não se paga ingresso, não há convento e nem visita guiada, mas é belíssima. Talvez por isso a estátua de Victor Belaúnde aponte para ela. Do outro lado da rua, num anexo do Ministério das Relações Exteriores, fica o Centro Cultural Inca Garcilaso. Lá estava a exposição WOMANKIND, da artista peruana María María Acha-Kutscher, depois de passar pelo México, Alemanha e Espanha.


FOTO MB: SÃO DOMINGOS (PREGADORES / DOMINICANOS)
Por essa igreja-convento do século XVI passaram os santos peruanos Santa Rosa de Lima, San Martin de Porres e San Juan Macías. O ingresso custa 5 soles, mas os guias são independentes e não estipulam o valor para a caminhada feita pelos claustros decorados com azulejos sevilhanos (esse aí traz a data - 1606) e cedro da Nicarágua. Lá foi criada a Universidade São Marco, inaugurada em 1551. Quem aprovava ou não os alunos era o Virrey em pessoa. Perto dali, aos sábados, acontece a feira gastronômica mais famosa da cidade, com apresentação de música e dança.


FOTO MB: SÃO FRANCISCO (FRANCISCANOS)
Erguida em 1540, é lá que está o Museu das Catacumbas, mais cedro entalhado e azulejos de Sevilha e uma tela da Santa Ceia datada de 1696, que retrata a ceia numa mesa redonda, a ausência de talheres e um cuy servido aos apóstolos. 
FOTO MB: NÃO É POSSÍVEL FOTOGRAFAR OS MUSEUS DE SÃO FRANCISCO. ENTÃO, O JEITO É PINTAR NA CALÇADA...

Caminhando um pouquinho mais é possível chegar ao Rio Rímac, que corta toda a cidade e a partir de onde Pizarro fundou Lima, em 1535. Mas, vamos combinar, só se você gostar muito de ver um rio. No entanto, as ruas daquela região guardam as características coloniais e são repletas de balcões – de cedro da Nicarágua. Parece que o centro conserva mais de 500 balcões talhados em cedro durante o século XVII. Além disso, vários restaurantes tradicionais estão naquela região.



FOTO MB: CATEDRAL DE LIMA E O MUSEO PAL ACIO ARZOBISPAL
Este é o terceiro prédio da Catedral construído no mesmo local, o que permite percorrer a arte religiosa dos séculos XVI ao XIX e observar o barroco e o neocolonial. Não estranhe se o som da banda do Palácio do Governo invadir esse espaço. Diariamente, ao meio dia, acontece a troca da guarda no Palácio ao lado. Aí, não tenha dúvidas em sair para admirar o espetáculo e retomar a visita aos Museus de onde parou.

5.1.10

COMUNIDADES E IGREJAS HISTÓRIAS NOS ARREDORES DE NATAL

No momento descanso assisti pela TV Cultura o interessante “Sangue do Barro” - documentário DOCTV sobre o dia de fúria de um homem pacato e a exploração indevida da sua violência pelos programas jornalísticos sensacionalistas. Não deu outra, na manhã seguinte abandonei o mar de Ponta Negra e fui fazer turismo social por um dia. 



FOTOS MB: São Gonçalo do Amarante se preparava para a festa do padroeiro (São Benedito), com casamento comunitário e parquinho de diversões para a garotada. A igreja matriz é exemplo da arquitetura barroca. A igreja estava sendo enfeitada e o grupo parou para conversar e compartilhar o lanchinho. Opa. Sob aplausos, chegaram as flores.


Perto de lá está o monumento aos Mártires de Uruaçu: moradores dos engenhos da região, organizados por portugueses com dinheiro holandês, foram levados pelos credores para o Castelo de Keulen (atual Forte dos Reis Magos) e, posteriormente, sacrificados no estuário do rio Potengi pelo crime de amor à Pátria. Não fui, mas para o pessoal da região o monumento é importante.

FOTO MB: SANTO ANTÔNIO DO POTENGI

Diz a lenda que a construção da capela está ligada à descoberta de uma imagem de Santo Antônio por duas herdeiras de terras da região. A imagem começou a desaparecer da casa das moçoilas e reaparecer onde foi achada pela primeira vez. Para resolver a questão, por volta de 1885, foi construída uma capela para abrigar a imagem.


FOTO MB: Igreja Nova descansava depois do almoço. Paramos diante da igrejinha de torre recém pintada e não tardou passar por nós um menino dizendo e apontando para uma casa "a chave da igreja fica com aquela dona ali". Sorrimos e continuamos a observar a igreja que foi erguida em 1867, ano de fundação do povoado, em homenagem a N.S. da Conceição. Aí, foi a vez de um rapaz indicar a senhora na varanda da tal casa detentora da "chave da igreja". Àquela altura, ir embora sem entrar na igreja seria uma enorme desfeita. Resumo da ópera: visitamos a igreja, tomamos água, conversamos na varanda, tivemos convite para almoçar e ganhei da senhorinha uma manga deliciosa! Igreja Nova pode ser considerada cidade dormitório dos trabalhadores de Natal.






Pé na estrada, rumamos para Utinga.




FOTO MB: É possível que a atual capela tenha sido construída no mesmo local da anterior, conforme o historiador Olavo Medeiros Filho, depois de analisar um mapa holandês de 1638. O documento informava a existência de um engenho e uma capela no povoado de Utinga. A data de 1787 é a mesma que se acha inscrita no frontispício da capela, provavelmente indica a época de alguma reforma.


FOTO MB: A capela de Utinga e duas residências próximas apresentam semelhantes características arquitetônicas do século XVII, o que comprova o período em que ambas foram construídas. Assim, conhecendo um pouco mais da história/realidade do Brasil, voltei ao mar de Natal.